Batata Inglesa - Sobre

Uma breve história sobre a batata

A batata foi descoberta no Peru pelos espanhóis em 1536. Anteriormente, os Incas praticavam o cultivo desse nutritivo tubérculo que, até então, era desconhecido. Os espanhóis levaram rapidamente a batata para a Europa, onde ela foi usada como medicamento. De fato, registros da história revelam que o Papa Pius IV recuperou-se de uma doença, por volta de 1570, após ter sido prescrita uma dieta de batatas ricas em carboidratos.

Os espanhóis chamaram a batata de “tartufo blanco” (tubérculo branco). Os alemães ainda usam a palavra “Kartoffeln”, pois acreditavam ser derivado da palavra “tartufo”.

Introdução da Batata Caribenha

Também, nessa mesma época, os ingleses descobriram a batata doce (Patata Dulce) no Caribe. No início do século XVII, algumas pessoas acreditavam que a lepra, tuberculose e a sífilis poderiam ser curadas pelas batatas. Especialmente na Irlanda, a batata foi usada em grande escala na produção alimentícia no século XVIII. Uma desastrosa seca nos plantios de batata, no século XIX, causou a morte de milhões pela fome e mais de um milhão e meio de pessoas deixaram seus países, a maioria migrou para os Estados Unidos.

No fim do século XVIII, agricultores de toda Europa começaram a cultivar batata. O rei da Rússia, Frederick “O Grande”, ordenou que utilizassem somente a batata na alimentação. Uma guerra nos anos 1778-80, entre a Prússia e Áustria, foi conhecida como “Kartoffelkrieg” (Guerra da Batata), pois os soldados se alimentavam à base de batatas. O plantio de batata teve um grande aumento com a Revolução Industrial. Hoje, 136 países cultivam batatas. Além de ser um alimento nutritivo, o amido e o álcool da batata podem ser utilizados para outras finalidades.